9 de julho , 2018

Conteúdo exclusivo por FTC

Com certeza você já ouviu falar em tie-dye, aquela técnica utilizada na indústria têxtil que deixa um certo efeito tingido e manchado nas roupas, certo? Super fácil de fazer até em casa, a inspiração foi parar até nos móveis, mas com um outro nome parecido: Dip Dye (ou Dipped Furniture).

Como o termo em inglês sugere, a ideia é renovar algo ao “imergir” e “tingir” – parte de uma peça. Simplificando, significa apenas colorir um pedaço de um móvel ou acessório quando falamos em decoração, como se tivéssemos mergulhado uma parte na lata de tinta.

A tendência é uma ótima solução para quem não está disposto (a) a fazer uma mudança radical nas paredes de casa (pintura de um cômodo todo, por exemplo), mas quer trazer um pouco de vida para um ambiente ou para quem cansou de olhar para aquele objeto que anda meio esquecido num canto da sala, por exemplo. O Dip-Dye traz cores e a pintura destaca apenas uma parte do móvel, renovando e reciclando algo que para você talvez não teria mais valor.

 

O resultado são criações personalizadas e peças supermodernas com apenas uma faixa de cor. Os principais ingredientes são tinta, fita crepe e muita criatividade! Confira algumas ideias para colocar a mão na massa e inspire-se!

 

ACESSÓRIOS COM EFEITO DIP DYE

 

 

 

Vale pintar o que mais a imaginação permitir: os pés das banquetas, o vão da porta, o friso da estante, a parte interna de um espelho, a lateral de uma porta e até um vasinho de cerâmica como esse! Aprenda o passo a passo aqui.

EFEITO DIP DYE

Como vimos, na técnica Dip Dye, pinta-se apenas uma parte em destaque. É exatamente o contraste que dá o toque contemporâneo. Uma ótima forma de dar vida nova à casa sem gastar muito ou ter maiores habilidades.

 

 

COMO TRANSFORMAR UM MÓVEL COM A TÉCNICA DO DIP DYE EM CASA

O Dip-Dye não é restrito somente ao mobiliário. Outros objetos da casa podem ganhar cores da mesma forma. Além da madeira, cimento, vidro, velas e têxteis entram nessa décor!

O primeiro passo, caso você queira reformular um móvel, por exemplo, é lixar a parte para remover a tinta velha e o verniz existente. É aconselhável fazer marcação com fita crepe e, então, aplicar a nova tinta e o verniz próprio para o material.

É importante cobrir toda a parte do objeto que não será pintada (use fita crepe e plástico/jornal) e ler exatamente como se usa a tinta de acordo com cada embalagem e produto.

 

Lembre-se que o legal é, no caso da madeira, contrastar com a cor escolhida para realçar bem a mudança! Além de você ter algo único na sua casa, um objeto que talvez iria para o lixo ganha uma cara nova e volta a fazer parte da decoração.

Transformar peças e buscar novas soluções como essa, faz a gente se encher cada vez mais de vontades e inspirações. Não tenha medo de errar e testar as possibilidades!