12 de abril , 2019

As tendências de cores são uma reação aos movimentos atuais da sociedade, mas uma paleta bem planejada agrada diferentes gêneros e faixas etárias

Adicionar cor a um material pode alterar completamente sua percepção, uso e valor. Não é diferente quando selecionamos uma nova paleta de cores para os ambientes da casa, já que ela deve nos ajudar a sentir-se bem, únicos e confortáveis. É preciso lembrar sempre que as tendências para as próximas temporadas, sejam produtos, materiais ou tonalidades, são uma reação aos atuais movimentos da nossa sociedade.

Diferente do que muita gente acredita, as tendências não são sobre cores únicas ou um fenômeno isolado. Elas refletem matizes e nuances preferidas das pessoas, revelando novas direções para a decoração.

O ano de 2018, por exemplo, revelou a busca por ações mais espirituais e sustentáveis. Esse movimento na decoração foi representado por cores de baixa saturação e neutras. Contudo, para 2019 já estamos acompanhando um aumento de tons, mais profundos e quentes. Isso revela a intenção por desenvolvimento pessoal e ações mais positivas em nossas vidas. Tons amarelos, por exemplo, estimulam nossa atenção e dão vida ao ambiente. A cor do outono Todeschini, representada pelo Ocre Dourado, é um bom exemplo dessa proposta.

A importância das cores

A complexidade da vida urbana está influenciando nosso modo de viver e decorar. Afinal, moradias menores, acomodações temporárias e ambientes urbanos nos incentivaram a fazer o melhor possível com o que temos. Por isso, nosso estilo de vida incorpora cada vez mais o minimalismo, com os seus espaços abertos, cores e elementos naturais. O objetivo é ampliar a sensação de conforto e permitir a entrada de luz. O que, na verdade, acaba nos direcionando para criar um interior mais sofisticado.

Na edição 2019 da feira alemã IMM Cologne, a instalação “Das Haus” do Studio Truly Truly foi toda projetada seguindo esse conceito e em torno de diferentes tons de amarelo. Os designers Kate e Joel Booy eliminaram divisórias fixas, substituindo-as por zonas habilmente sintonizadas entre si em materiais, cores e dimensões.

O arquiteto Charles-Édouard Jeanneret-Gris, mais conhecido como Le Corbusier, acreditava que o aspecto fundamental no design era a harmonia das cores e o efeito que elas tinham sobre o homem e o espaço. Por isso, o planejamento da paleta de cores ganha ainda mais importância na decoração.

 

Do Millennial Pink ao Amarelo

O Pinterest já havia previsto que o amarelo seria um grande sucesso este ano e não podemos discordar. As buscas por amarelo-mostarda, segundo a rede social, registraram alta de 45%. A tonalidade está em toda parte, das mais claras até as mais vibrantes, mas sempre trazendo consigo uma boa dose de atmosfera vintage. Alegre, ousada e despreocupada, a cor é constantemente associada à Geração Z – que já nasceu digital, móvel e conectada. Confira alguns pins com o exclusivo tom LifeColors NCS S 2070-Y10R, Ocre Dourado.

A ousadia que vem das cores vibrantes e formas inspiradas nos anos 70 também são propostas que se alinham facilmente à decoração de hoje. Com isso, estilos como Boho Chic, Memphis e Vintage oferecem inúmeros elementos para os projetos de interiores.

 

Conteúdo exclusivo Habitus Brasil para Todeschini.

habitusbrasil.com