7 de maio , 2018

Conteúdo Casa de Valentina

Todos os anos a cidade de Milão para para receber a maior Semana de Design do Mundo. É uma semana inteirinha voltada ao tema com centenas de eventos espalhados por toda a cidade. Para você entender um pouco mais sobre como a cidade acontece nesses dias, basicamente existem 2 grandes circuitos: o Salão do Móvel, que acontece num centro de eventos gigantesco na periferia da cidade e o FuoriSalone, que nada mais é do que o “Fora Salão”, ou seja, são os eventos que acontecem nas lojas, palácios, ruas e restaurantes de Milão, todos sempre relacionados a design, arquitetura e decoração.

Neste post aqui vamos falar especificamente de um evento que acontece dentro Salão do Móvel, o Salão Satélite. Para quem gosta de descobrir novos designers, conhecer o que esta sendo produzido de relevante e interessante por jovens criadores espalhados pelos 4 cantos do mundo, esse é O lugar.

Somente designers convidados conseguem expor no Salão Satélite, e a curadoria, assinada por Marva Griffin, é bastante afiada. Além de ser selecionado por ela os designers escolhidos devem estar abaixo dos 35 anos, exatamente para dar visibilidade a novos criadores. Enfim, é um processo bem filtrado que resultou este ano em uma seleção interessante de produtos.

Este ano o tema do Satélite foi Africa e América Latina, que eles apelidaram de Design Emergente e quem fez a curadoria dos trabalhos foram os Irmãos Campana e Hicham Lahlou, que trabalharam respectivamente com América Latina e Africa.

Bom, apresentações feitas é hora de vermos os meus prediletos né rssss. Coincidência ou não, os Japoneses me chamaram MUITO a atenção.

Vou começar pelo que eu mais gostei de todos, as luminárias da Keiko Haraguchi, uma japonesa muito simpática que faz esse trabalho inacreditável com a ajuda da irmã. Elas fazem tudo manualmente, inclusive os papéis e os fios que fazem os desenhos das peças. Tudo extraídos de uma árvore da região onde elas moram.

 

 

Ainda navegando pelos papéis teve mais um trabalho que gostei, o Studio Baku.

Mais transparências nesse biombo maravilhoso feito inteirinho com fios criando uma espécie de colméia. Achei simplesmente divino! Feito pelo chinês Yanding. Olha eu AQUI no Insta dele rsssss

 

Esse daqui foi um outro trabalho que me chamou a atenção pela técnica. Esses designers de Tokyo arrasaram com esses móveis feitos em acrílico tingidos pelos resíduos de placas de metal. AQUI no site, eles mostram como fazem. É um trabalho que envolve tempo, dedicação e olha, bastante paciência viu… olha o vídeo.

 

Esse armarinho aqui no estúdio sueco Stoft Studio é bastante divertido e irreverente 😉

 

 

Achei também o trabalho desta chinesa Cecilia Xinyu Zhang ultra elegante!

Para quem gosta de brinquedos com a pegada daqueles cubos mágicos, olha esse banquinho aqui feito pelos dinamarqueses do Blockbau.

 

O trabalho em papel dessa finlandesa é muito divertido. Gostei demais das criações dela. Dá para ver algumas coisas AQUI.

 

 

A dinamarquesa Felicia Arvid levou para o Satélite peças lindas em feltro. Gostei muito desse revestimento anti ruído e amei esse sofá que vc pode transformar substituindo os rolos e colocando aquelas mesinhas que estão na lateral da foto em diversos lugares do móvel.

 

O japonês Yuji Okitsu estava fazendo sucesso com esse mobile gigante de lupas…

 

Fotografei esse tapete do Studio Truly Truly pois vi MUITOS desses trabalhos com grandes relevos e muitas texturas diferentes em uma única peça. Será que vai virar mania?

 

E por fim um dos únicos mais bem divertido espaço com criações para os pequenos que leva a assinatura da designer Olivia Lee.

E aí, gostou da minha seleção?

Abraços, Lucila