18 de agosto , 2021

Com edição presencial adiada, feira ForMóbile traz apresentações digitais e talks com especialistas para discutir os últimos movimentos do mercado

 

Pexels

 

Os eventos e feiras setoriais sempre foram importantes canais para a atualização profissional, desenvolvimento de novos contatos, início de parcerias comerciais e apresentação de linhas de produtos. Contudo, a pandemia trouxe grandes mudanças para esse mercado. Diante do cancelamento ou adiamento de eventos presenciais, os organizadores passaram a explorar conteúdos digitais e plataformas de eventos virtuais para garantir visibilidade, interatividade e aproximação com seus públicos.

A mais recente dessas iniciativas foi promovida pela ForMóbile – Feira Internacional da Indústria de Móveis e Madeira, entre os dias 02 e 05 de agosto, com a realização de mais de 20 apresentações online. Em pauta, temas como: cenário econômico, a digitalização do setor de móveis, design autoral e de mobiliário, planejamento e as muitas tendências que estão impactando o morar.

Nós acompanhamos todos os destaques da ForMóbile Xperience e trazemos um resumo dos principais assuntos debatidos por especialistas, fornecedores, acadêmicos, startups e empresas do setor moveleiro. Confira!

 

Schattdecor

 

Tendências que vieram para ficar

As projeções sobre o futuro do design de interiores e mobiliário apontam para a necessidade de projetos e materiais que possam transitar entre espaços públicos e privados, sem que isso implique em perder a criatividade e a liberdade. “Ao mesmo tempo em que nossas vidas, privada e profissional, podem se cruzar nos ambientes, é necessário separá-las, criando áreas de descanso e com flexibilidade para todas as situações do dia a dia”, contextualizou Elisa Toazza, gerente de Design, Marketing e Comunicação da Schattdecor.

É claro que cada região do Brasil e do mundo tem suas preferências locais, o que torna cada cultura única por hábitos, estilos de vida e tradições, mas a composição dos novos décors tem forte inspiração no aspecto artesanal, força da natureza, purismo das formas e texturas. Com isso, uma enorme seleção de cores, madeiras, pedras e tecidos podem ser combinados para criar projetos com uma atmosfera autêntica e de muito conforto.

“Vemos a necessidade de um olhar mais otimista para a vida, mais vibrante, com cores, desenhos e padrões que possam atrair bons sentimentos”, citou Alexandre Chiquiloff, gerente de Marketing e Design da Impress. Ele acrescentou: “As pessoas almejam, cada vez mais, morar com qualidade e propósito”.

 

Reprodução ForMóbile

 

Economia Circular, Trends e Supersalone em Milão

A Economia Circular, uma das temáticas que mais crescem no campo da sustentabilidade, é outro ponto de atenção, conforme alerta do Soma+StudioMilano. Alemanha, Holanda e Dinamarca já trabalham muito forte esse conceito, que começa a ganhar corpo na Itália e em outros países do continente europeu. Para isso, materiais e produtos circulam no máximo de seu valor, buscando ampliar suas vidas úteis, regenerando ecossistemas naturais e reduzindo a pegada ambiental.

“O ponto mais importante é que o destino final de um material deixa de ser uma questão de gerenciamento de resíduos, mas parte do processo de design de produtos e sistemas”, detalharam os co-founders Ana Luiza Magalhães e Marlon Chiumento.

Eles destacaram que o Salone del Mobile.Milano 2021 vai lançar um olhar bastante interessante para esse tema. A configuração para exposição dos móveis será mais fluída e dinâmica, permitindo que as empresas apresentem suas próprias identidades e produtos em paredes verticais, mas todos os materiais e componentes da exposição foram projetados para serem desmontados e reutilizados. “É algo para ficarmos bastante atentos aos desdobramentos”. Da mesma forma, outras instalações da exposição serão transferidas para a área metropolitana de Milão após o encerramento do evento.

 

Reprodução Salone Milano

 

Por fim, eles citaram alguns movimentos e tendências que devem marcar presença nos produtos e coleções das principais marcas presentes no Supersalone, agendado para acontecer de 5 a 10 de setembro, na Rho, Fiera Milano, em Milão (Itália).

Entre as apostas, temos: autenticidade dos materiais, transparência, revestimentos com proteção antiviral, móveis híbridos, tecnologia incorporada ao mobiliário e estampas florais. “O empoderamento feminino também ganha desdobramentos em diferentes vertentes do design, incluindo paleta de cores, tecidos, formas e valores das marcas. Tudo isso ajudar a equilibrar os projetos de interiores”, citou Ana.

 

Ohalo Biophilic Learning Space

 

Urbanização, móveis multifuncionais e biofilia

A urbanização segue como megatendência muito influente na maneira como vivemos. Com ela, é mantida a necessidade de espaços versáteis e móveis multifuncionais. Com isso, a arquiteta e youtuber Patricia Pomerantzeff, da Doma Arquitetura, reforçou que a menor metragem dos imóveis exige ainda mais dos profissionais. “Não existe uma solução padrão, tudo precisa ser medido e discutido com muita atenção, do orçamento disponível para a obra até o tipo de mobiliário que irá ocupar cada centímetro dos ambientes”.

Aliás, os elementos naturais da arquitetura que apelam aos sentidos humanos podem fazer a diferença nos interiores e locais de trabalho, contribuindo para a melhora dos estados mentais, físicos, de criatividade e produtividade. Para isso, o design biofílico segue como grande aliado dos profissionais, conforme apontou a arquiteta Luize Andreazza Bussi.

 

Foto: Arquivo pessoal

 

“Cabe ao arquiteto e aos outros profissionais conhecerem as tendências e levar ao cliente as opções disponíveis no mercado, seja em painéis com estampas realistas ou com o uso de lâminas naturais. Nós temos esse poder e essa liberdade de explorar o móvel, tanto como objeto de arte quanto como peça funcional, agregando a biofilia aos ambientes”, defendeu.

O conceito híbrido, tanto na combinação de aspectos analógicos e digitais, como no contraste de materiais, também ganha espaço na composição dos projetos.

O professor e arquiteto Lorí Crizel também discorreu sobre a área da neuroarquitetura, outro campo de estudo que visa entregar experiências qualificadas e positivas aos usuários dos ambientes projetados. Instigante, essa temática aborda diferentes possibilidades de se pensar a arquitetura de espaços residenciais e comerciais, mas tem na empatia uma das suas principais forças.

“A neuroarquitetura é um convite ao estímulo dos campos sensoriais, cognitivos e comportamentais das pessoas, sempre visando entregar uma melhor experiência para o usuário”.

 

Lorí Crizel, arquiteto. Foto: Rodrigo Vieira

 

Design Autoral, Branded Content e Gestão

A ForMóbile Xperience reuniu ainda os designers de mobiliário, Bruno Faucz e Daniel Simonini, para debater o mercado de design autoral. Nas suas abordagens, discorreram sobre criatividade, a relação com materiais e a busca pelo equilíbrio entre identidade própria e o que o mercado sinaliza.

Já no campo da comunicação, Glaucia Binda, Trend Analyst e Strategy Design Mentoring, demonstrou como o branded content pode ser uma importante ferramenta de comunicação para gerar conexão entre marcas, profissionais e consumidores. Apresentando cases do mercado, a especialista discorreu sobre a importância das histórias para que essa estratégia tenha sucesso. “Precisamos olhar para o todo e enxergar além do produto. Ele é parte da história daquele cliente, mas precisamos entender que papel queremos representar nisso”.

Na área de gestão, destaque para a análise de Marcos Morita, consultor e professor da FIA. Além de analisar o cenário de riscos e oportunidades que o setor moveleiro enfrenta, ele destacou que o planejamento deixou de ser supérfluo – independentemente do porte da empresa. “O ano passado deixou isso muito claro: as empresas que sobreviveram foram as que tinham planejamentos estruturados e planos de contingência na manga”, defendeu.

Em consonância, o professor Mauro Andreassa destacou que mais importante do que reduzir os custos, é encontrar o custo certo da operação. “O preço certo é o que pode garantir o fluxo de caixa correto para a sua empresa, que vai permitir que a sua indústria se mantenha competitiva ao longo do tempo”.

 

Reprodução ForMóbile Xperience

 

Palestras e debates da ForMóbile Xperience

Se você ficou interessado em acompanhar as conversas e apresentações na íntegra, basta acessar a plataforma Xperience. Os vídeos continuam acessível ao público e estão disponíveis gratuitamente na plataforma da feira. Para 2022, a organização anunciou a realização de um evento híbrido, juntando o evento físico e o digital. A data já está reservada: de 5 a 8 de julho, no São Paulo Expo, na capital paulista.

Vale relembrar ainda os destaques da Expo Revestir – outro evento que também apostou numa plataforma virtual para conectar marcas e profissionais de arquitetura e interiores.